4 dias em Santo Antônio do Pinhal / Campos do Jordão – Dia 3

Este dia reservamos para conhecer a famosa Pedra do Baú. Na verdade ela fica no município vizinho, em São Bento do Sapucaí, 21 km de Campos.
Chegando lá, deixamos o carro no estacionamento e subimos a pé. Somente carros com crianças menores de 3 anos ou com idosos podem estacionar lá em cima, na entrada da trilha.
Nós tivemos que caminhar uns 30 minutos para chegarmos à trilha que leva a 4 pontos.

Optamos pela trilha mais curta, de nível fácil que leva até o Bauzinho. Meu marido ficou revoltado por não estar preparado fisicamente para chegar à Pedra do Baú, começou a trilha chateado, mas ficou muito satisfeito depois. A vista do Bauzinho também é linda. Um passeio gostoso e fácil de se fazer até mesmo com crianças. No caso dos idosos, acredito que depende da pessoa.

 

Prometemos voltar e fazer a trilha completa.

Ao sairmos de lá, caminhando os 30 minutos de volta :), fomos em direção a Santo Antônio. No caminho vimos uma placa para o Morro do Elefante, como não subimos com o teleférico no domingo devido a fila infinita, resolvemos seguir as placas. Chegando lá, além da vista da bela cidade de Campos tem também um pequeno, bem pequeno “Parque” do elefante para visitação sem custo, e como dizem, de graça até injeção na testa.
Acredito que seja mais interessante o passeio em conjunto com o teleférico pois o trajeto feito pelo mesmo é bem alto e talvez gere uma emoçãozinha.

Seguimos para Santo Antônio, em direção ao Jardim dos Pinhais, o primeiro parque de jardins temáticos do Brasil, que mantém o Restaurante Jardins, especializado em gastronomia da montanha que funciona durante o ano inteiro , além de espaços diferenciados para eventos em ambiente fechado ou ao ar livre. Estávamos cansados e mortos de fome já, então almoçamos e deixamos a visita aos jardins para o dia seguinte.
O ingresso individual para visita aos jardins custa R$ 20, porém para aqueles que almoçam no restaurante o ingresso sai por metade do preço.
Optamos por carne vermelha, pois a truta é um prato muito leve e a nossa fome era de gente grande.

IMG_2491

Sentamos no deck, ambiente muito agradável com uma bela vista para as montanhas. A carne de qualidade, mas faltou um pouco de sabor.

Saindo de lá, fomos a procura da sorveteria Eisland, bastante comentada nas pesquisas que fiz (http://www.eisland.com.br/). Confesso que sorvete não é minha sobremesa favorita, justamente porque sou bem chata quando o assunto é sorvete. São poucos os que me agradam. Achei ele seco, não sei se vocês me entendem, faltou cremosidade na minha opinião.
Me realizei muito mais com as carolinas compradas na padaria Viola bem próximo a sorveteria.

À noite fomos em busca de sopa no pão italiano e encontramos boa opção na DonaBella Casa de Delícias. O valor era de 15 reais, podendo servir-se uma vez das duas opções disponíveis, que acompanhavam queijo mussarela, cheiro verde e torradas.
Lá também é possível encontrar pizzas por valor bastante acessível. Um bom lugar para aqueles que desejam economizar os gastos.

Esse foi o nosso terceiro dia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s